Você está aqui

China está próximo de tirar o dinheiro vivo de circulação

China está próximo de tirar o dinheiro vivo de circulação

O comércio da região de Sanlitun, localizada em Pequim, extinguiu o dinheiro físico como forma de pagamento, isso porque, devido a tecnologia financeira da China, o aumento dos pagamentos via celular tornou-se mais frequentes.

Para os pagamentos, basta escanear o QR code com o celular e sair do estabelecimento ou transporte sem abrir a carteira. 

Alguns aplicativos colaboraram para que a tendência de andar sem dinheiro desse certo. O WeChat, por exemplo, um dos aplicativos mais populares da China, incorporou em 2013 a função de pagamentos, assim, possibilitando ainda mais o novo costume.  Além das compras em lojas físicas, o aplicativo também possibilita compras on-line.

Especialistas acreditam que entre cinco e 12 anos o país deixe de circular efetivamente dinheiro físico.

O modo de vida dos chineses está se adaptando conforme os avanços tecnológicos e o e-commerce do país é vibrante, o que ajuda na democratização da tecnologia para as funções diárias.

Muitos QR codes são impressos e colados nos comércios mais populares possíveis. Para entender a adaptação, na província de Shandong, pedintes foram visto com placas de QR code no pescoço.

A intenção de muitos governos é extinguir o dinheiro físico, pois é caro para produzir, além de não acarretar transparência ou segurança. Por isso, a China está buscando um tipo de moeda digital.

Matéria originalmente feita por Motherboard.

 

Comentários