Você está aqui

Enem 2015 traz violência contra a mulher em tema de redação

Enem 2015 traz violência contra a mulher em tema de redação

O exame foi aplicado nos dias 24 e 25 de outubro

Nos dias 24 e 25 de outubro, foi aplicado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Este ano, mais de sete milhões se candidataram à prova, entre os números no total foram: 8.424 gestantes, 10.773 lactantes, 1.711 idosos, 71.195 sabatistas (pessoas que guardam o sábado) e 278 que usaram nome social.  
Segundo dados divulgados pelo Ministério da Educação, o índice de abstenção nesta edição foi de 25,5%, a menor da série histórica do Exame. Nos dois dias de provas, foram eliminados 743 participantes, menos da metade dos 1.519 excluídos do exame de 2014.

Neste ano, o exame exigiu mais leitura e diferentemente das edições anteriores, a prova tinha menos imagens. O primeiro dia do exame, foi marcado pela a prova de ciências da natureza, que nesta edição foi mais conteudista e exigia um conhecimento prévio das fórmulas. Um dos temas abordados, incluíam assuntos sobre DNA, primeiros socorros, e desempenhos esportivo de Usain Bolt, já a prova de ciências humanas, exigiu muita leitura para compreensão e resolução das questões.

A prova trouxe pensadores do século XX, como a feminista francesa Simone de Beauvoir, o filósofo Friedrich Nietzsche, o sociólogo alemão Max Weber e charges de Amarildo e Ziraldo.

O Enem também abordou a crise imobiliária nos Estados Unidos em 2007, consequências dos ataques do Estado Islâmico, e questões sobre segurança de dados – em relação à espionagem americana.

O segundo dia do exame foi marcado pelo tema da redação: “A persistência da violência contra a mulher na sociedade”, que foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) pelo Twitter, minutos após o fechamento dos portões. O Ministério da Educação (MEC), também divulgou o tema pelo Facebook, o tema escolhido gerou debates nas redes sociais. Houve aqueles que defenderam o tema e outros que criticaram.

Segundo o Inep, “na prova de redação são avaliados aspectos relacionados às competências que devem ter sido desenvolvidas durante os anos de escolaridade. Os participantes devem defender uma tese – uma opinião – a respeito do tema proposto, apoiada em argumentos consistentes, estruturados de forma coerente e coesa, de modo a formar uma unidade textual".  

Para o ministro da educação, Aloizio Mercadante, “o tema da redação foi de muita relevância para a cultura do Brasil”, pois “ajuda na reflexão para 7 milhões de participantes sobre o tema. Se conseguirmos discutir com transparência, será um grande avanço para a sociedade brasileira.”

Os gabaritos do Enem serão divulgados até a próxima quarta-feira (28). As provas em formato digital estarão disponíveis a partir de sexta-feira (30) na página do Inep.

Comentários