Você está aqui

Perdoar ajuda a esquecer experiências ruins, diz estudo

Perdoar ajuda a esquecer experiências ruins, diz estudo

Segundo cientistas da Universidade de St. Andrews, na Escócia, perdoar uma pessoa torna muito mais fácil esquecer a experiência dolorosa causada por ela.  Ainda segundo os psicólogos responsáveis pelo estudo, vítimas de algum tipo de transgressão que perdoam, têm mais chances de esquecer os detalhes do episódio do que a pessoa que ofendeu.

Esse fato, tem relação com as habilidades que o cérebro exerce, no caso duas habilidades: a de esquecer coisas ruins que lhe foram feitas e a de perdoar quem quer que lhe tenha feito essas coisas, as duas estão ligadas.

Para comprovar essa tese, os cientistas pediram para 40 voluntários que lessem uma série de histórias de infidelidade, traição e difamação, e pediram que eles dissessem se perdoariam ou não os causadores dos problemas. Depois, nos próximos 15 dias, as mesmas histórias foram apresentadas aos voluntários. Em seguida, os cientistas pediram a eles ou que lembrassem dos detalhes ou que evitassem de pensar neles.

A partir disso, o estudo descobriu que os participantes que disseram que perdoariam, tinham mais facilidade de esquecer as lembranças daqueles cenários. Já os que disseram que não perdoariam, foram incapazes de esquecer os cenários, mesmo quando orientados para fazer isso.

Outros estudos mostraram que perdoar melhora o sistema imunológico, pois evita a raiva, o que é bom para prevenir a pressão alta.  

Além de perdoar os outros, também vale perdoar a si mesmo. Um estudo comprova que a culpa e a incapacidade de perdoar estão ligados à depressão, ansiedade e a um sistema imunológico fraco.

Para saber mais sobre a pesquisa, clique aqui.

Comentários